domingo, 21 de abril de 2013

António Veloso

Veloso não foi apenas mais um atleta que passou pelo Benfica; interiorizou e expressou como poucos a cultura Benfiquista, batendo-se com galhardia nos relvados, protagonizando inúmeros triunfos para o clube, constituindo-se como genuino ícone da nação Benfiquista. 
 
 
O nosso heroi António Veloso, vive momentos menos bons. Enquanto Benfiquista, agrada-me a ideia de ver as nossas ex-glórias envolvidas no projeto da formação, transmitindo aos mais novos, não só os seus conhecimentos técnicos como, sobretudo, a cultura Benfiquista.
 
 
É hora de o nosso clube, mais uma vez, dizer presente, pois estou certo de que Veloso tem muito para dar ao clube. Nenhum Benfiquista gosta de ver os seus desamparados.
 
 
In site de António Veloso:
 
Após ter representado a Sanjoanense e o Beira-Mar, transferiu-se para o Benfica, na época de 80/81. Na temporada de 94/95, encerrava a sua brilhante carreira, deixando, de imediato, no seio dos adeptos benfiquistas, uma forte saudade, fruto da intensa aura de mística que acumulou ao longo de 15 temporadas ao serviço do Clube.

Fez 658 jogos de águia ao peito, tendo marcado 13 golos. Estreou-se sob o comando técnico do húngaro Lajos Baroti. Face à entrega e ao espírito de luta que o caracterizavam em campo, impôs-se facilmente na equipa, tendo sido Campeão Nacional e vencido a Taça de Portugal logo na época de estreia.

Era, bem pode dizer-se, a "raça" em pessoa. Humilde, profissional e de uma dedicação extrema, Veloso jamais quebrava ante a adversidade, estimulando muitas vezes a equipa em situações de menor desempenho colectivo.

Foi capitão durante 8 anos. Revelou sempre grande segurança e vigor na sua zona de acção, primando pela disciplina táctica e pela regularidade com que pautava as suas exibições.

Era, por natureza, um polivalente, o que lhe valeu actuar em diversas posições ao longo da sua carreira, tendo mesmo começado como avançado, ao serviço da Sanjoanense.

Disputou a final da Taça UEFA em 82/83 e foi finalista da Taça dos Campeões Europeus em 1988 e em 1990. Fez 42 jogos pela Selecção Nacional. Ao serviço do Benfica, conquistou 7 Campeonatos Nacionais e 6 Taças de Portugal.
 
 


 

Percurso e experiência profissional:

· 4 Internacionalizações como júnior
· 1 Internacionalização como Esperança
· 42 Internacionalizações A
· 15 Anos jogador do Sport Lisboa e Benfica, 8 dos quais como capitão de equipa
· 658 Jogos realizados pelo Benfica (até aos 38 anos de idade
 
Participações e conquistas nacionais e internacionais: 
- 7 Campeonatos Nacionais da 1ª Divisão
- 6 Taças de Portugal
- 2 Supertaças “Cândido de Oliveira” (1984/85 e 1988/89)
- 4 Taças de Honra da A. F. Lisboa
- 1 Taça Ibérica (1983/84)
- 2 Finais da Taça dos Campeões Europeus (1987/88 e 1989/90)
- 2 Finais da Taça das Taças (1980/81 e 1993/94)
- 1 Final da Taça U.E.F.A (1982/83)

2 comentários:

  1. A mulher é que não presta - o nosso Capitão bem merece outro destino

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos cá nós para lhe dizer que não nos esquecemos dele.

      Eliminar